domingo, 13 de setembro de 2009

O conflito entre interesse e ética.

Publicada no O Globo, hoje, uma matéria muito interessante sobre questões morais na condução de negócios e entre países e que eu puxo aqui para as empresas. Com o último escândalo britânico sobre a liberação de um terrorista pela governo de Gordon Brown em troca de interesses comerciais com a Líbia, vamos nessa esteira da política fazer algumas perguntas para as empresas.

Até que ponto os valores e a missão da empresa, seu código de conduta ética ficam alinhados com a prática, quando, por exemplo, há a possibilidade de um grande contrato com um ditador? Negócios com tiranias valem a reputação da empresa? Dá para defender "direitos humanos" e "qualidade de vida" quando se negocia com ditadores? Questões sensíveis, mas necessárias num mundo cada vez menor onde o futuro de uns está cada vez mais ligado o futuro de todos.

E você, profissional, executivo, empregado. Como você se sente trabalhando numa empresa que negocia contratos com ditadores que escravizam seus povos e esmagam brutalemnte minorias étnicas? Tudo bem para você? Eles moram longe mesmo e isso não vai atingir teu contra-cheque no final do mês? O mais importante é o bônus de fim de ano?

Ficam aí questões para serem pensadas.